Início » O Político » Presidente » Políticas do Governo » Programa Nacional do Leite

Programa Nacional do Leite

Desde o início do governo, o presidente Sarney investiu em políticas sociais. A bandeira vinha no slogan “Tudo pelo Social”. Dentro dessa estratégia, um dos programas de maior destaque do governo foi o Programa Nacional do Leite.

Criado no primeiro ano da Nova República, o Programa Nacional do Leite  beneficiava três milhões de crianças carentes em 1987. O êxito foi reconhecido internacionalmente e apontado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como a iniciativa mais importante do mundo, naquela época,  na área de assistência governamental, modelo a ser seguido por países que conviviam com elevadas taxas de desnutrição.

A carência alimentar de milhões de crianças na fase pré-escolar foi apenas um dos problemas enfrentados, no que diz respeito à falta de assistência àquela faixa da população com menor poder aquisitivo.

Nas comemorações do primeiro aniversário do Programa do Leite, o presidente Sarney fez questão de distinguir: Não é um programa assistencialista, é um programa estratégico, porque todos nós sabemos que a deficiência de alimentação até os 6 anos gera danos irrecuperáveis sob o ponto de vista mental à população infantil.”

Com a demanda gerada pela iniciativa, o setor de produção de leite chegou a crescer em torno de 30% ao ano.

No final do governo, em 1990, 8 milhões de litros de leite eram distribuídos diariamente às crianças carentes, dentro de um programa de suplementação alimentar. A aplicação das políticas sociais trouxe melhoria na qualidade de vida e queda de 30% da mortalidade infantil. 10 milhões de crianças, gestantes e nutrizes recebiam suplementação alimentar. Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, em 2003, a economista Maria da Conceição Tavares reconheceu os avanços da época. “A redução da mortalidade infantil deve-se à distribuição de leite do governo José Sarney”, declarou.

Avanço Social

O slogan do governo Sarney  foi batizado de “Tudo pelo Social”.  Na presidência da República, José Sarney, vindo de uma região castigada pela pobreza, quis dar prioridade às causas do povo. “ Eu vinha de uma região paupérrima,  tudo isso estava dentro da minha formação política. Quando cheguei ao governo, quis dar atenção a tudo isso” relembra Sarney.

 

Leia também: