Início » O Político » Presidente » Políticas do Governo » Língua Portuguesa

Língua Portuguesa

Uma das ações do presidente Sarney foi o reforço dos laços entre o Brasil e os países de língua portuguesa. Em 1989, o Encontro de Chefes de Estado e de Governo dos Países de Língua Portuguesa, em São Luís, contou com a representação de sete países: Brasil, Portugal, Angola, Moçambique, Cabo Verde, Guiné Bisssau e São Tomé e Príncipe. O evento teve como objetivo pensar as bases de uma comunidade de língua portuguesa.

A reunião foi promovida pelo governo brasileiro, que chegou a colocar aeronaves da Força Aérea Brasileira à disposição das delegações africanas. O objetivo era o de congregar o Brasil, as antigas colônias portuguesas e a antiga metrópole, Portugal, em torno do que tinham em comum: a língua. Estabeleceu-se um diálogo franco entre os países, no intuito de cicatrizar as dolorosas memórias do longo domínio colonial português no continente africano.

Na reunião, o presidente Sarney propôs a criação do Instituto Internacional da Língua Portuguesa para “promover, defender, enriquecer e difundir a língua portuguesa”. Embora endossado por todos os países, o instituto só seria formalizado dez anos depois.
A reunião de São Luís e a própria concepção da língua como pólo aglutinador foram as sementes para a constituição formal, anos mais tarde, da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

 

Leia também: