Início » O Político » Presidente » Políticas do Governo » Direitos da Mulher

Direitos da Mulher

Em de maio de 1985, Sarney criou uma comissão especial, presidida pela atriz Ruth Escobar, para preparar a o anteprojeto de um Conselho Nacional dos Direitos da Mulher, uma outra reivindicação histórica. Em 10 de setembro, novamente sob a presidência de Ruth Escobar, o Conselho foi instalado.

Cumpriam-se as determinações da Convenção Internacional sobre a eliminação de todas as discriminações contra a mulher, de que o Brasil já era signatário, e seguia-se o espírito do Fórum 85, reunido em Nairobi para avaliar os resultados da Década da Mulher, decretada pela ONU em 1976.

“Estamos reconhecendo” — afirmava Sarney — “de público a existência, no Brasil, de profundas desigualdades sociais que precisam ser eliminadas e que tornam a mulher no trabalho, na família, na vida pública e administrativa um cidadão marginalizado; estamos entendendo que a eliminação das discriminações contra a mulher constitui, hoje, um incrível fator de desenvolvimento político, social e econômico do país já que significa liberar para um trabalho profícuo, em nível social, uma energia até agora represada entre as quatro paredes da casa.”

 

Leia também: