Início » O Político » Presidente » Diretas

Diretas

Em 7 de maio de 1985, José Sarney enviou ao Congresso Nacional projeto de Emenda Constitucional que resgatou o sonho da eleição direta, em dois turnos, para presidente e vice-presidente da República. Ao mesmo tempo, foram marcadas para 15 de novembro eleições para prefeitos das capitais estaduais e dos antigos municípios de segurança nacional, onde elas não ocorriam. Foi concedido o direito de voto ao analfabeto. Facilitou-se a criação de novos partidos. O Distrito Federal passou a ter representação política.

Desde o momento em que assumiu interinamente no lugar de Tancredo, Sarney considerou a necessidade de se legitimar. Traçou um plano estratégico. Em primeiro lugar, abriu completamente o país, dando espaço às forças que emergiam da clandestinidade, aos partidos políticos que estavam banidos, de forma a ver a liberdade florescer, em vez da violência e da força.

 

 

 

Leia também: