Início » O Escritor » Poesia » A Canção Inicial

A Canção Inicial

Na Movelaria Guanabara, em São Luís do Maranhão, José Sarney reunia-se com alguns amigos, no debate de idéias literárias e artísticas: os escritores Bandeira Tribuzzi, Luís Carlos Bellos Parga, Carlos Madeira, Antônio Luís de Oliveira, Evandro Sarney, Lago Burnett, Ferreira Gullar, os pintores Cádmo Silva, Paiva, Figueiredo e Floriano Teixeira. Destes encontros saiu a revista A Ilha, propugnadora do neo-modernismo.

Em A Ilha e em outros jornais e revistas, José Sarney comparece assiduamente com sua poesia. Em 1954 reune seus poemas e lança A Canção Inicial, seu primeiro livro.

No que era quase um tabu no estado apegado a suas tradições, a linguagem de A Canção Inicial foge completamente às formas clássicas da poesia para revelar um ritmo próprio, muito musical, com versos para serem lidos em voz alta. O domínio da forma livre, no entanto, se apóia num apreço pelo ritmo e pelos elementos de identidade cultural: a ilha, o mar, ruas, prédios, praia, história.

Capa Livro A Canção Inicial de Sarney

Capa: A Canção Inicial

A Canção Inicial

Capa do livro A Canção Inicial

 

Leia também: