Início » O Escritor » Contos » O Norte das Águas

O Norte das Águas

Ninguém conseguiu entender como José Sarney encontrou tempo, em meio ao infindável trabalho de governar um estado em que tudo estava por fazer, de escrever um livro de contos. Publicado em 1969 pela Editora Martins, de São Paulo, O Norte das Águas foi imediatamente saudado como um grande livro por nomes tão diversos como Jorge Amado e Rachel de Queiroz.

Na realidade o trabalho político, com o mergulho intenso na vida popular maranhense, emprenhara o escritor com as histórias de sua gente, seus dramas e paixões, sua humildade e sua coragem. Os Boastardes, o Beatinho da Mãe de Deus, a Dona Merícia do Riacho Bem-Querer são personagens do cerne da sociedade brasileira, e encontraram no poeta o seu intérprete.

Mas ao mesmo tempo José Sarney percorreu o caminho desbravado por Guimarães Rosa de revelar, na linguagem literária, a linguagem popular. O Norte das Águas anuncia, assim, um universo ainda inexplorado da vida e da literatura brasileira.

 

Leia também: