Início » JS » Biografia » O Início

O Início

José Sarney nasceu no dia 24 de abril de 1930 às 7:30 da manhã na cidade de Pinheiro (MA). Filho de Sarney de Araújo Costa e Kyola França Ferreira. O pai era promotor público da comarca e tinha recém-chegado à cidadezinha. Pinheiro fica no centro de uma região colonizada por criadores de gado, parte da Baixada Maranhense, formada por campos alagados e se situa entre a capital, São Luis, e a fronteira do Pará. Além da pecuária extensiva, havia engenhos que produziam açúcar mascavo, rapadura e mel. No Engenho Queimado, nasceu Sarney de Araújo Costa, pai de José Sarney.

 

batismo josé sarney

Igreja São Bento, onde foi batizado José Sarney. Foto: Arquivo pessoal

O lado materno é pernambucano. Dona Kyola nasceu em Correntes, Pernambuco, de mãe paraibana, do Ingá do Bacamarte, e pai piauiense, sertanejo de Valença, que aos seis meses de idade emigrou para a Paraíba, o destemido Assuéro Leopoldino Ferreira. Esse avô de José Sarney participou de volantes, bandos mistos de policiais civis e voluntários que se formavam no Nordeste no começo do século XX para combater cangaceiros. A saga de Assuéro Leopoldino empolgava o menino Sarney.

O sertanejo Assuéro sobreviveu aos temidos cangaceiros e deixou o sertão de Pernambuco nos anos 20. Emigrou em busca dos vales úmidos do Maranhão com três filhos e a menina Kyola.

 

FOTO 16 - José Sarney é aplaudido

José Sarney é aplaudido pela multidão em praça pública ao receber, ao lado da esposa Marly, a faixa de governador. Foto: Rubens Barbosa

Cultivando suas raízes, José Sarney teve a intuição, ainda menino, de unir os dois ramos de sua ascendência criando uma nova família. Foi quando tomou a iniciativa de fixar o próprio nome, porque nem sempre ele se chamou José Sarney. Esse foi o seu terceiro nome, assumido por ele e oficializado a seu pedido.

O primeiro nome foi anunciado pela avó, Dona Rita, que saudou exultante, o recém-nascido:

– Nasceu José Adriano!

Era o nome do avô paterno. Mas seu pai decidiu o contrário:

– Não, nasceu José Ribamar. Prometi a São José do Ribamar. Se o parto fosse normal, teria o nome do santo.

 

José Sarney e sua avó paterna

primeira foto de José Sarney, no colo da avó paterna, em Pinheiro. Foto: Arquivo pessoal

Não foi escolhido nenhum dos dois. Quem o batizaria seriam as ruas, o povo de Pinheiro, depois de São Bento e Santo Antônio das Balsas, cidades por onde peregrinou na infância. Seguindo o costume do Nordeste, de associar-se o nome do filho ao do pai, só o chamavam de José “do Sarney”. Fervoroso admirador do pai, o menino gostava de ser tratado assim. Por sua vez, orgulhoso do filho, o pai o apoiou no propósito de mudar de nome. O apelido foi reconhecido em cartório, aos 18 anos, quando se tornou legalmente José Sarney nos papéis do Registro Civil. Numa demonstração de forte personalidade do menino, toda a descendência do patriarca Sarney de Araújo Costa, que teve 14 filhos, acompanhou-o. Graças ao primogênito José, o prenome do pai tornou-se sobrenome de todos. Nascia oficialmente a família Sarney.

O nome havia sido encontrado pelo avô Adriano numa edição de 1901 do Almanaque Bristol. Ele ficou impressionado com a história de um menino de 12 anos, que sabia a Bíblia de cor e salteado. E se chamava Sarney.

 

sarney 40 anos

Com a idade de 40 anos, o desembargador José de Araújo Costa, pai do futuro presidente. Foto: Arquivo pessoal

 

De Pinheiro a São Luiz

José Sarney deixou Pinheiro para estudar em São Luís. Na capital, morava num pensionato. Moças e rapazes viviam em andares separados, Sarney iniciou os estudos no Colégio Marista, depois, ingressou na escola pública, no Liceu Maranhense.

 

Leia também: