Início » Cartas à Imprensa » Esclarecimentos ao Midia News sobre ações e resultados do governo da Nova República

Esclarecimentos ao Midia News sobre ações e resultados do governo da Nova República

Senhor Editor,
Respeitando o direito de opinião do articulista Rômulo Nétto, que publicou artigo seu no Mídia News (03/11) com o título “A doença do ex-presidente”, trecho do texto impõe ressalvas.

Quando em uma linha define o governo de José Sarney como “desastroso”, Rômulo ignora solenemente fatos de nossa história recente. E em respeito ao leitor do Mídia News, relatamos a seguir algumas ações e resultados registrados pelo governo da Nova República:

– Na presidência, José Sarney legalizou todos os partidos políticos, assegurou a liberdade sindical, acabou com a censura prévia e determinou eleições diretas para a presidência da República e capitais;

– Na política externa, reaproximou o Brasil da China e da então URSS e reatou as relações diplomáticas com Cuba. Estreitou o diálogo com a Argentina, viabilizando a criação do MERCOSUL;

– Convocou a Assembléia Nacional Constituinte, que produziu uma Carta garantindo amplos direitos sociais, incorporando os princípios de democracia direta;

– Criou o Conselho Nacional dos Direitos da Mulher e o Ministério da Reforma Agrária, e mais os ministérios da Cultura e da Ciência e Tecnologia, além de instituir o Sistema Unificado e Descentralizado de Saúde, o SUDS, precursor do SUS e que universalizou o atendimento médico no país;

– Na questão ambiental criou o IBAMA e na cultural a Lei de Incentivo à Cultura, atual Lei Rouanet;

– Instituiu o Vale-Transporte; fez o Programa do Leite, que à época atendia 7,6 milhões de crianças/dia;

– Pela igualdade racial defendeu sanções contra a África do Sul e criou a Fundação Palmares;

– O Siafi, também criado pelo presidente Sarney, em 1987, continua sendo a melhor ferramenta para o controle e a transparência das contas públicas;

– Ainda em 1987, o presidente Sarney determinou a extinção do orçamento monetário e de todas as formas de arranjos paralelos. Criou a Secretaria do Tesouro Nacional, que absorveu as funções de execução orçamentária até então a cargo de um departamento do Banco do Brasil.

– Foi no governo Sarney que o Brasil desenvolveu tecnologia própria para o enriquecimento de urânio;

– O governo Sarney foi o que mais investiu em ciência e tecnologia como atestam e testemunham as maiores autoridades brasileiras nesses assuntos;

– Ao final do governo José Sarney, o Brasil apresentava a menor taxa de desemprego de sua história: 2,36%. O PIB, que somou 189 bilhões de dólares em 1985, passou para 415 bilhões em 1989. O PIB per capita em dólares dobrou, chegando a US$ 2.923 (em 2004 estava em US$ 2.789). Este crescimento continua até hoje recorde em nossa história recente.

– No período 1986/1990 tivermos 67 bilhões de dólares de saldo comercial (contra um déficit, por exemplo, de 8 bilhões de dólares no período 1995/2002). A dívida externa do Brasil caiu de 54% (1985) para 28% (1990) do PIB.

– O presidente Sarney iniciou sua gestão no cargo máximo da nação com um déficit primário de 2,58% do PIB (1985). Em 1990 o país registrava um superávit de 0,8%.

Fonte: Secretaria de Imprensa do Gabinete da Presidência do Senado

 

Leia também: