Início » Blog » Resposta de Sarney à matéria “Cônsul defende livro de Sarney na Feira do Livro de Frankfurt”

Resposta de Sarney à matéria “Cônsul defende livro de Sarney na Feira do Livro de Frankfurt”

“Não pedi a ninguém que o programa de divulgação brasileiro em Frankfurt incluísse qualquer livro meu. Fiquei surpreso quando o editor me solicitou autorização de autor para traduzir.

Tenho livros traduzidos em dez idiomas. Na Alemanha, tenho um livro traduzido pela conceituada e tradicional editora Piper, Norte das Águas (Die Sohne der Alten Antao), tradução de Curt-Meyer-Clason (Munique, 1987), com boa acolhida crítica.

‘Saraminda’ só na França teve duas edições, em 2002, pela Quai Voltaire, selo da Gallimard, tradução de Monique le Moing, e em 2003, incluída na Coleção Folio, também da Gallimard, a maior e mais importante coleção de literatura da Europa, com Victor Hugo, Kafka, Stendhal, Hemingway, Cortazar, Camus, Balzac e todos os maiores nomes do romance mundial.

Devo acrescentar que também recebi com surpresa a notícia de que Saraminda fora escolhida para nela ser incluída. A Folio tem 5300 títulos, 2300 autores, 365 milhões de exemplares vendidos. Do Brasil, figuro ao lado de Jorge Amado e Machado de Assis, os únicos ali incluídos.”

José Sarney

 

Leia também: