Início » Blog » PMDB mantém aliança com Dilma para a eleição presidencial

PMDB mantém aliança com Dilma para a eleição presidencial

A Convenção Nacional do PMDB, realizada nesta terça-feira, no auditório Petrônio Portela, no Senado Federal, aprovou a manutenção da aliança com o PT na eleição presidencial de outubro. A coligação foi aprovada por 69,7% dos votos válidos (excluídos brancos e nulos). As principais lideranças do PMDB vieram a Brasília participar da Convenção, como governadores, prefeitos, parlamentares e delegados de todos os estados.

O vice-presidente da República, Michel Temer, fez a principal defesa do acordo com o PT. Segundo ele, o acordo abre as portas para que, no futuro, PMDB “ocupe todos os espaços políticos, para o bem dos brasileiros”. Após o anúncio do resultado, pelo presidente da legenda, senador Valdir Raupp (RO), a presidente Dilma Rousseff entrou no auditório sob aplausos dos convencionais.

Em seu discurso, Dilma elogiou a postura do PMDB no governo e disse que o partido “é protagonista das grandes mudanças” pelas quais o país está passando nos últimos anos. Depois de tecer elogios a Temer, Dilma também fez questão de citar a presença do senador José Sarney (AP) na Convenção. Quando ela fez referência ao ex-presidente da República, a militância do partido entoou palavras de ordem de apoio a Sarney, em uma das raras vezes em que Dilma teve que interromper o discurso.

Na Convenção, o PMDB apresentou alguns dos seus projetos para o próximo mandato, em caso de vitória em outubro: a adoção da escola em turno integral para todas as crianças de até 10 anos, a destinação de 10% da renda pública para a saúde e a ampliação da logística de infraestrutura. O partido também reafirmou o compromisso permanente com a liberdade de expressão e defendeu a aprovação de uma reforma política ampla, compatível com as aspirações populares.​

 

Leia também: