Início » Blog » Editor alemão esclarece escolha de Saraminda para tradução

Editor alemão esclarece escolha de Saraminda para tradução

O romance Saraminda do presidente José Sarney será traduzido para o alemão pela editora Königshausen & Neumann. A publicação será lançada no início de 2013 na Feria do Livro de Frankfurt, na Alemanha.

Em carta enviada ao Consul do Brasil em Frankfurt, Cézar Amaral, o editor Thomas Neumann esclarece que a escolha do livro Saraminda deu-se pelas qualidades da obra e não por motivos políticos, como insinuou reportagem publicada no jornal O Globo.

Na carta, Neumann explica que Saraminda já foi traduzido em três idiomas e é um sucesso de vendas em todo o mundo. O editor confirmou que ganhou uma bolsa de tradução da Fundação Biblioteca Nacional, por meio do Programa de Apoio à Tradução de Autores Brasileiros e reiterou que não há qualquer compromisso do Consulado-Geral do Brasil em Frankfurt em relação a publicação de Saraminda para o alemão.

“É com grande satisfação que acolhemos Saraminda, de José Sarney, em nossa editora. Sabemos que o Brasil é o convidado de honra da Feira do Livro de Frankfurt de 2013 e esperamos apresentar mais alguns títulos brasileiros e relacionados ao país!”, declarou Thomas Neumann no documento.

O editor alemão também enviou carta ao jornal O Globo, na qual repudia qualquer interferência politica para a escolha do livro.

“Nunca fizemos acordo com o Consulado-Geral do Brasil para que comprasse uma grande parte da tiragem a fim de arcar com os custos de produção. Quanto ao livro, o autor é, como se sabe, uma celebridade, ex-presidente da República do Brasil, conhecido como político com presença diplomática não apenas em seu país. Como escritor de ficção, é membro de longa data da Academia Brasileira de Letras. Tudo isso levava a crer que Saraminda teria boas vendas e integraria nosso pequeno programa de Literatura, que estamos empenhados em desenvolver. Jamais afirmei que essa obra era totalmente incompatível com nosso programa de publicações”, concluiu.

José Sarney tem livros traduzidos em dez idiomas. Na Alemanha, a obra Norte das Águas (Die Sohne der Alten Antao), foi traduzida pela conceituada e tradicional editora Piper, com boa acolhida crítica.

Saraminda só na França teve duas edições, em 2002, pela Quai Voltaire, selo da Gallimard, tradução de Monique le Moing, e em 2003, incluída na Coleção Folio, também da Gallimard, a maior e mais importante coleção de literatura da Europa, com Victor Hugo, Kafka, Stendhal, Hemingway, Cortazar, Camus, Balzac e todos os maiores nomes do romance mundial. A Folio tem 5300 títulos, 2300 autores, 365 milhões de exemplares vendidos. Do Brasil, Sarney figura ao lado de Jorge Amado e Machado de Assis, os únicos ali incluídos.

 

Veja a íntegra das cartas de Thomas Neimann:

Carta ao cônsul Cézar Amaral

Carta ao jornal O Globo

 

Saraminda - Francesa - Folio

Saraminda - Francesa - Quai Voltaire

Saraminda - Mexicana

 

Leia também: